Pontos para aprofundamento & fontes

September 11, 2008

Pontos que necessitam de aprofundamento:

 

– Principais lugares que começaram a “praticar” e desenvolver o design em suas várias vertentes. Quando,como.

 

– Principais precursores da disciplina e os mais influentes na disciplina.

– Com que e como contribuíram.

 

– Em quais vertentes e subgrupos o Design pode se ramificar.

 

– Houveram Movimentos (escolas) dentro do design? Se houveram,quais?

– Principais escolas

– Principais Obras

– Principais Designers

 

 

Fontes que podem ajudar a sanar tal aprofundamento:

 

– Uma introdução à história do design – RC Denis – 2000 – Edgard Blucher

 

http://www.desenhoindustrial.org/desenho-industrial/

 

Que é design, O – 3. ed. – 5ª reimp / 2006 – Livros 
AZEVEDO, Wilton. O que é design. 3. ed. – 5ª reimpr. São Paulo: Brasiliense, 2006. 91 p. (Primeiros passos (Brasiliense) ) ISBN 8511012117

 

Design : história, teoria e prática do design de produtos / 2006 – Livros 
BÜRDEK, Bernhard E. Design: história, teoria e prática do design de produtos. São Paulo: Edgard Blücher, 2006. 496 p. ISBN 8521203756

 

Um Objeto, a cadeira

September 11, 2008

   Esse objeto tem enorme importância funcional e estética. A evolução do design de uma cadeira reflete não apenas os diferentes momentos da historia, como o conceito de arte e praticidade que há por de trás de todos os mais variados modelos.

   Para criar uma cadeira são impostas uma série de referencias relativas ao conforto daquele que for utilizá-la. Há um padrão, uma técnica a ser seguida; algo que garanta que aquele objeto possa ser usado de fato para sentar-se. Estudos apontam médias gerais referentes a medidas, pesos e alturas (ergonomia) da população, assim a produção de objetos é realizada de maneira com que se possa contentar a maioria de seus usuários.

   Mas a existência de um conjunto tão grande e diversificado de variações sobre o mesmo tema, prova que esse móvel é facilmente adaptável. A cadeira é a junção da funcionalidade e da beleza. Pode ser artístico e único, mas também pode (e deve) ser produzido em massa.

   Enfim, não é apenas o conceito de cadeira, mais toda a bagagem que ela carrega. Sua construção pode ser feita de modo a adaptar-se à necessidade do seu público, ou vontade e desejo de seu criador. O design da cadeira representa a possibilidade de se fazer arte mantendo algo extremamente funcional.

 

 

 

Design para nós & por nós.

September 8, 2008

Pode-se dizer que o design teve raízes na primeira revolução industrial no século XIX quando o homem passou a ter a necessidade de aliar praticidade, funcionalidade e beleza em um só objeto. Do frio e estático novas formas surgiram, nomes passaram a ter destaque e escolas idem. Bauhaus na Alemanha é um exemplo delas. Movimentos como o Art Nouveau e o Arts & Crafts também tiveram destaque e foram importantíssimos durante a historia. Todos esses são elementos que juntos podem definir o que é design.

  Em nosso cotidiano não notamos a importância do design mas ele esta sempre presente e é de extrema importância há muitas décadas. Depois de muita historia chegamos finalmente ao design nos dias atuais. O passado está intrinsecamente presente no design atual, mas este agora se bifurca em diversas áreas, estilos e aplicações. Hoje em dia podemos observar ás mais diversas áreas como, criação de logos, design gráfico, publicidade, cinema, televisão, criação de embalagens, carros, moveis, utensílios domésticos, eletrodomésticos e eletroeletrônicos, enfim todo tipo de objeto, imagem, arte, etc. Além disso tudo são designers, decoradores, projetistas, quadrinistas, artistas plásticos, entre outros que compõem as possíveis denominações para os profissionais do design.

  Hoje em dia as opções para o campo são extremamente amplas, mas sempre seguindo teorias e conceitos essenciais para o design que vem desde os primórdios do mesmo. São fundamentos artisticos, esteticos e cientificos que trazem, proporçao, simetria, forma, e muito mais. Tudo isso estudado por grandes intelectuais, designers ou não. Conceitos de Da Vinci, por exemplo podem facilmente ser aplicados ao design.

  O design também está bastante ligado ao consumo e isso, atualmente, tem sido bastante discutido por conta da questão do desenvolvimento sustentável. Novas fontes de energia vem surgindo, materiais alternativos e com isso é impossível que o design não se envolva. O ecodesign surge para preencher a lacuna da sustentabilidade na área, trazendo novos modelos de desenvolvimento sustentável na área comercial, de consumo, etc. Em meio a isso tudo entra o reaproveitamento de matéria prima, reciclagem, produtos que se adaptam a novos usos, etc. Tudo isso é necessário por conta da atual situação ambiental mundial.

  Podemos definir design em sumas palavras, Design é a aliança da praticidade, funcionalidade e beleza à valores ideológicos, estéticos, ambientais e geográficos de uma sociedade.